Descrição:
Camilo Castelo Branco nasceu em Lisboa, a 16 de Março de 1825. Os seus amores e desamores de juventude resultaram no casamento com Joaquina Pereira da França quando tinha apenas 16 anos, a que em breve se seguiu uma relação marital com uma rapariga de Vila Real de quem teve uma filha chamada Bernardina Amélia. Antes de conhecer Ana Augusta Plácido, uma mulher casada da alta sociedade portuense, por quem verdadeiramente se apaixonou, ainda seduziu uma religiosa do Convento de Avé Maria, no Porto. Acusados de adultério Camilo e Ana Plácido deram entrada na Cadeia da Relação, tendo sido ambos absolvidos, em outubro de 1861. Foi enquanto esteve preso, que Camilo escreveu aquele que é, talvez, o seu mais famoso romance, Amor de Perdição. Em Lisboa, para onde vão viver depois, nasceu, em junho de 1863, o filho Jorge. No ano seguinte, dois acontecimentos marcaram a família: o nascimento do segundo filho, Nuno, e a fixação de residência em Seide, nas imediações de Vila Nova de Famalicão. Nessa casa Camilo Castelo Branco escreveu grande parte da sua extensíssima obra. Inconformado com o diagnóstico de uma cegueira irreversível, suicidou-se no dia 1 de junho de 1890.
Cronologia:
1825-03-16; 1825-03-16; Século XIX; Nascimento; Nasceu na freguesia dos Mártires, cidade de Lisboa.; tombo.pt/Lisboa/Lisboa/Mártires/Baptismos/1811-1827/imagem m0674.

1890-06-01; 1890-06-01; Morte; Suicidou-se pela inconformidade com o diagnóstico de uma cegueira irreversível. Faleceu "... em uma casa do logar do Souto d'esta freguezia de Sam Miguel de Seide ..."; tombo.pt/Braga/Vila Nova de Famalicão/Seide (São Miguel)/Óbitos/1867-1890/imagem 38.

Catalogação

C M Famalicão® - Todos os direitos reservados
in web Acesso online ao Patrimonium. Sistemas do Futuro