O museu não detém a propriedade de direitos autorais e não se responsabiliza por utilizações indevidas praticadas por terceiros. Saiba mais


Tipo imóvel:
Designação:
Igreja de Santo Adrião de Vila Nova de Famalicão
Outras designações:
Igreja Matriz Velha

Igreja de Santa Maria Madalena de Vila Nova de Famalicão

Descrição:
Igreja seiscentista, tendo como oragos Santo Adrião e Santa Maria Madalena, sofreu inúmeras obras de transformação e remodelação ao longo dos tempos que alteraram por completo o seu traço primitivo. É constituída por uma fachada de linhas simples, de onde sobressaem dois enormes portais e dois janelões, com um painel de azulejos a meio, com a imagem de Santo Adrião. Adossada ao lado esquerdo situa-se a torre sineira, datada de 1925. Esta Igreja resultou da união de duas capelas que existiam nesse local no século XVI, uma dedicada a Santa Maria Madalena e outra ao Santíssimo Sacramento. Durante o século XVII já era Igreja Matriz, retirando essa categoria à capela de Santo Adrião, perdendo-a apenas na década de 1990, depois da construção da nova Igreja Matriz.
Cronologia:
1522-00-00; 1522-00-00; Idade Moderna; Século XVI; Construção; Fruto da anexação a outra capela.

1586-00-00; 1586-00-00; Idade Moderna; Século XVI; Intervenção; Rompimento da parede

1702-00-00; 1703-00-00; Idade Moderna; Século XVIII; Intervenção/Reabilitação; "Em 1702 e 1703 se fez o coro da nave da Egreja parochial, bem como o côro da nave, e a torre dos sinos d'aquella primeira nave, á custa dos juizes da irmandade do S.mo, Manoel Rebello e Souza, abb.e de Villa Nova, e dos beneficiados Manoel Correa da Fonseca e José Bezerra de Figueiroa."

1758-04-23; 1758-04-23; Idade Moderna; Século XVIII; Memórias Paroquiais; "O orago hé de Santa Maria Magdalena. Tem uma igreja de duas naves, huma pertensente aos fregueses, com a cappela mor, ahonde está o altar mor, que hé de Santa Maria Magdalena e pertense e a sua fabrica e da capela mor aos parochos desta freguesia e o corpo da nave aos fregueses. Tem três altares, hum de Nossa Senhora do Rosario, outro do Anjo S. Miguel, outro do Senhor Ecce Homo. A outra nave devedida e separada desta por arcos antigos hé do Santissímo Sacramento que hé confradia e não tem mais que o altar do Santissimo Sacramento com sua tribuna. E tem nesta mesma nave huma capella de Nosso Senhor Cuxificado com seo altar que hé confradia das Santas Chagas e tem outra irmandade de clerigos da Senhora da Boa Morte e Anjo São Miguel".

1903-00-00; 1911-00-00; Contemporânea; Século XX; Intervenção/Reabilitação; Reconstruções.

1925-07-13; 1925-12-07; Contemporânea; Século XX; Torre Sineira; Construção.

1956-12-23; 1956-12-23; Contemporânea; Século XX; Integrado/Altar-mor; Inauguração.

1956-12-23; 1956-12-23; Contemporânea; Século XX; Acontecimento/Inauguração; Inauguração das obras de reabilitação.

2015-00-00; 2017-00-00; Século XXI; Intervenção/Reabilitação

Unidade cultural:
Gabinete do Património Cultural
Número:
GPC.4803C01
Catalogação
Bibliografia

® C M Famalicão - Todos os direitos reservados
in web Acesso online à coleção Sistemas do Futuro