O museu não detém a propriedade de direitos autorais e não se responsabiliza por utilizações indevidas praticadas por terceiros. Saiba mais


Designação:
"O tocador de bois"
Descrição:
"Antigamente, os agricultores compravam nas feiras os seus animais para criação. Eram os bois os que mais se compravam e mais se vendiam. Havia um vendedor de gado que levava os bois às casas dos respectivos compradores. Normalmente fazia a entrega do gado à noite. Certa vez, o vendedor tinha que entregar os animais a dois dos seus clientes. Quando ia fazer a segunda entrega, passou por um pinheiral e ouviu um ruído estranho e risos de várias pessoas. Prendeu o gado a um pinheiro e aproximou-se a ver o que era. Viu que se tratava de uma reunião de bruxas. Quando tentou voltar para trás com medo que elas o descobrissem, as bruxas aperceberam-se e prenderam-no pelos cabelos num pinheiro e continuaram a reunião. No dia seguinte de manhã, o vendedor lá conseguiu soltar os cabelos da árvore. Desceu muito a custo com uma grande dor de cabeça e foi encontrar os bois a pastar por ali à solta. Amaldiçoou as bruxas e prometeu nunca mais ali passar de noite para entregar o gado, fosse o negócio bom ou mau."
Localização:
Presença da manifestação ; Atual\Portugal\Braga\Vila Nova de Famalicão

Unidade cultural:
Gabinete do Património Cultural
Nº inventário:
GPC.IPI.000075

® C M Famalicão - Todos os direitos reservados
in web Acesso online à coleção Sistemas do Futuro